Horário de funcionamento

Drive-Thru São Gerardo
Horários

Seg a sáb: 06h às 12h
Dom: Fechado

Mais informações >
Emilo Ribas em Casa
Horários

A qualidade que você já conhece, no conforto do seu lar.

Mais informações >
NTO
Horários

.

Mais informações >
Unidade Alberto Lima
Horários

Atendimento
> Seg a Sex: 08h às 17h
> Sábado: 08h às 12h

Mais informações >
Unidade Aldeota
Horários

Atendimento
> Seg a Sáb: 06h às 18h
> Domingo: fechado

Mais informações >
Unidade Aldeota II
Horários

Atendimento
> Seg a Sex: 08h às 18h

> Sábado: 08h às 12h

> Domingo: fechado

  • Serviços disponíveis
  • Vacinas
Mais informações >
Unidade Aldeota III
Horários

Atendimento
> Seg a Sáb: 06h às 18h
> Domingo: fechado

Mais informações >
Unidade Cambeba
Horários

Atendimento
> Seg a sáb: 06h às 18h
> Dom: 07h às 17h

Mais informações >
Unidade Damas
Horários

Atendimento
> Seg a sex: 06h às 17h
> Sábado: 06h às 12h
> Domingo: fechado

Mais informações >
Unidade Dionísio Torres
Horários

> Seg a sáb: 07h às 15h
> Domingo: fechado

Mais informações >
Unidade Dom Luis
Horários

Atendimento
> Seg a sáb: 06h às 18h
> Domingo: 07h às 17h

Mais informações >
Unidade Eusébio
Horários

Atendimento
> Seg a Sáb: 06h às 18h
> Domingo: 07h às 17h

Mais informações >
Unidade Fátima
Horários

Atendimento
> Seg a sáb: 06h às 18h
> Domingo: fechado

Mais informações >
Unidade Iguatemi
Horários

Atendimento
> Seg a sáb: 07h às 19h
> Domingo: 07h às 17h

*Atendimento COVID-19

Mais informações >
Unidade Jacarecanga
Horários

Atendimento

  • Seg a Sáb: 06h às 18h
  • Domingo: fechado
Mais informações >
Unidade Jacarey
Horários

Atendimento
> Seg a Sáb: 06h às 18h
> Domingo: fechado

Mais informações >
Unidade Joaquim Távora
Horários

Atendimento 
> Seg a sáb: 06h às 12h
> Domingo: fechado

Mais informações >
Unidade Maraponga
Horários

Atendimento
> Seg a sáb: 06h às 18h
> Domingo: fechado

Mais informações >
Unidade Meireles
Horários

Atendimento
> Seg a sáb: 06h às 19h
> Domingo: 07h às 17h

Mais informações >
Unidade Meireles II
Horários

Atendimento
> Seg a sáb: 06h às 18h
> Domingo: fechado

Mais informações >
Unidade Montese
Horários

Atendimento
> Seg a sex: 06h às 18h Sáb: 06h às 12h
> Domingo: fechado

Mais informações >
Unidade São Gerardo
Horários

Seg a sáb: 06h às 18h
Domingo: 07h às 17h

Mais informações >

Você já ouviu falar em Março Lilás?

08 de março de 2023

Entenda mais sobre a campanha que busca conscientizar sobre o HPV 

Imagem ilustrativa

O Ministério da Saúde lançou a campanha Março Lilás com o objetivo de conscientizar a população sobre o tema e ajudar no enfrentamento do câncer de colo do útero. Isso porque o câncer de útero é o terceiro mais frequente entre a população feminina no país e a quarta causa de morte de mulheres.

O que é o HPV?

O papilomavirus humano (Human papillomavirus – HPV) é um vírus  que causa verrugas genitais (ou condilomas) e, também, câncer. É bastante comum, quase todos os homens e mulheres são infectados por um ou mais de seus inúmeros tipos. 

Porque devemos nos preocupar com o HPV?

Dos mais de 12 milhões de novos casos de câncer em homens e mulheres, reportados anualmente em todo mundo, mais de 600 mil têm como causa alguns tipos de HPV. Os pesquisadores também apontam que 10% de todos os casos de câncer em mulheres estão igualmente associados a esses vírus. Já em homens, o Centro de Prevenção e Controle de Doenças dos Estados Unidos (CDC) afirma que esse vírus responde por cerca de 5% de todos os casos. Ainda segundo o CDC, o HPV está relacionado com 99% dos canceres de colo do útero, 90% dos de ânus, 70% dos de boca e 40% dos de pênis.

No Brasil, o Instituto Nacional do Câncer (Inca) estima crescimento anual de novos casos de câncer do colo do útero e de câncer de boca (a expressiva maioria em homens), e do consequente número de mortes.

Como acontece a transmissão?

Os vírus HPV são encontrados na região da vagina, ânus, pênis, bolsa escrotal e mãos. A transmissão se dá pelo contato da pele ou mucosa com a área infetada, o que é mais frequente durante a prática do sexo, mesmo sem penetração.

Na maioria das vezes, os sintomas podem nunca aparecer ou só surgirem muito tempo após a infecção, tornando difícil saber quando ela aconteceu. Um percentual de pessoas vai adoecer. Como a infecção é muito frequente, esse percentual representa muita gente. 

As consequências podem ser o surgimento das verrugas genitais ou o câncer, dependendo do tipo de HPV envolvido. Os mais associados às verrugas genitais são os tipos 6 e 11 (presentes em 90% dos casos). Já os que mais causam câncer de colo do útero são o 16 e o 18, responsáveis por cerca de 70% das ocorrências da doença.

Como prevenir?

A prevenção das doenças causadas pelos HPVs depende essencialmente da vacinação e da realização periódica de exames preventivos. O uso dos preservativos não é 100% eficaz. A vacinação é recomendada para homens e mulheres a partir dos 9 anos de idade, fase em que a resposta às vacinas é muito mais alta e quando ainda não houve contato com o vírus. Pessoas mais velhas e/ou que já foram infectadas também se beneficiam, uma vez que as vacinas protegem contra mais de um tipo de HPV.

O que a vacina evita?

Infeções persistentes e lesões pré-cancerosas causadas pelos tipos de HPV 6, 11, 16 e 18. Também previne o câncer de colo do útero, da vulva, da vagina, do ânus e verrugas genitais (condiloma).

Posso adoecer pela vacina?

Trata-se de vacina inativada, portanto, não tem como causar a doença.

O que posso sentir após a vacinação?

Manifestações no local da aplicação (dor, coceira, vermelhidão e inchaço) e gerais como náusea e dor de cabeça leve.

Fonte: SBIm e Ministério da Saúde 

Área do Restrita

Faça seu login com as suas credenciais.